Rua Philip Leiner, 320 - Cotia-SP 11 4612-4680

PLANEJAMENTO LOGÍSTICO: PORQUE FAZER UM?

Gostou? compartilhe!

PLANEJAMENTO LOGÍSTICO: PORQUE FAZER UM?

A palavra logística surgiu na Grécia antiga, e representava uma parte de matemática, que envolvia aritmética e álgebra. Mas, foi com o desenvolvimento de força militar que ela ganhou um significado mais próximo do que conhecemos hoje. Nos campos de batalha, era chamada de **logística **toda a organização do transporte e abastecimento das tropas em operação.

Hoje, logística se tornou um termo bastante conhecido, principalmente na área de negócios. No setor empresarial, fazer a logística significa cuidar do transporte, armazenamento, recebimento e utilização de materiais e produtos. Mas, isso se torna uma tarefa nada trivial, uma vez que a expectativa do consumidor está cada vez maior. O cliente deseja um produto de qualidade, entregue de maneira rápida e que seja exatamente como ele imaginou que seria.

Para que isso seja atendido, não basta ter uma empresa organizada internamente, com um bom setor de vendas, um forte marketing e bons funcionários, é necessário ter um planejamento de logística.

Planejar a logística nada mais é do que identificar e entender todas as variáveis que influenciam no transporte e armazenamento de produtos, e desenvolver métodos, técnicas e mecanismo capazes de controlar essas variáveis, de modo que seja possível otimizar o processo logístico da empresa.

Por que fazer um planejamento logístico?

Vamos supor que você seja dono de uma empresa que produz o produto X. Ele é um produto de extrema qualidade, e um preço bom, se comparado aos concorrentes. O produto desempenha a função Y muito bem. Por isso, o cliente decide comprar o seu produto na loja ou no seu e-commerce. Porém, quando ele vai comprar, não existe produto a pronta entrega na loja e no e-commerce está esgotado, o que já o decepciona um pouco. Mas, no caso da loja física o vendedor diz que em uma semana o produto chega, e como ele está impressionado com a qualidade do produto, ele decide comprar.

Depois de uma semana ele volta à loja, e o produto não chegou. Como ele já comprou, resolve esperar mais, mas já está desapontado. Enfim, o produto chega, fora do prazo proposto. Ele busca na loja, abre para usar, mas o produto não funciona. Ele está quebrado – ou desempenha a função Y, errada. O cliente volta à loja, já furioso, e pede o reembolso do produto. O vendedor até tenta negociar, e diz que enviará outro produto em perfeito estado, mas o cliente já não quer mais nada da empresa. Você perdeu um cliente. Essa situação pode ocorrer em ambas as lojas, seja ela física ou virtual, pois o processo é muito semelhante.

Esses são os danos de uma empresa que não possui planejamento de logística.

A situação acima contempla todos os erros finais possíveis na gestão da logística, mas é uma situação real, que acontece com frequência no mercado. E os resultados são terríveis. A perda de um cliente não significa apenas um produto não vendido, mas leva consigo a propaganda negativa que ele fará, que atingirá várias pessoas. Além dessa propaganda negativa, que é extremamente difícil de ser mensurada, existe a perda de credibilidade do trabalho de marketing da empresa, que normalmente recebe investimentos consideráveis.

No final das contas, o prejuízo financeiro de um cliente insatisfeito é muito grande. Por isso, é fundamental fazer a planejamento logístico.

Baixe o [E-BOOK] SOLUÇÕES LOGÍSTICAS: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER.

Até a Próxima Semana!



Gostou? compartilhe!